Teoria Dow – Quinto Princípio

5o A história se repete

Ao observar que determinados eventos ocorrem nos mesmos períodos durante o ano, com o passar do tempo torna-se possível identificar ciclos e prever quando ocorrerão. Assim como os ciclos da natureza, os mercados financeiros também apresentam ciclos de tendência, embora nem sempre com a mesma precisão. Um exemplo disso é visto na tendência dos preços das commodities agrícolas, que seguem o ciclo do plantio à colheita.

O mercado de ações obedece ao ciclo das temporadas de divulgação de resultados das empresas. E como visto anteriormente, também obedece às mudanças na oferta e na demanda, seguindo um ciclo de 4 fases, fase de distribuição, fase de baixa, fase de acumulação, fase de alta, para então começar uma nova fase de distribuição, e assim por diante. Sabendo disto, investidores que acompanham o mercado por vários anos utilizam tais padrões de comportamento a seu favor.

Certos movimentos dos preços chamados de formações se repetem ao longo do tempo nos gráficos. Princípios que estão relacionados à psicologia do mercado, pois as pessoas tendem a reagir de maneira similar em determinadas situações, criando e, consequentemente, repetindo padrões de comportamento.

Os gráficos vão mostrar as principais fases da movimentação do preço do ativo, sendo as de maior importância, a acumulação, que antecede uma fase de alta, e a distribuição, que antecede uma fase de baixa. Nenhum mercado cai ou sobe em linha reta, suas tendências não são lineares. Numa fase de baixa existem menores períodos de alta e numa fase de alta o inverso também acontece.

A análise técnica identifica padrões no comportamento dos participantes do mercado que indicam a tendência do preço ou possíveis reversões de sua direção. A interpretação de que certos padrões no movimento do preço indicam seu provável movimento futuro, refletindo uma expectativa de alta ou de baixa. Isto possibilita ao investidor antecipar movimentações dos preços ou reversões de tendências, aumentando a possibilidade de acerto em suas operações e, logicamente, diminuindo os seus riscos.

“Todas as teorias são legítimas e nenhuma tem importância: O que importa é o que se faz com elas”.

Jorge Luís Borges

A partir das observações de Dow é possível identificar os ciclos do mercado. Embora as quatro fases de mercado não ocorram sempre na mesma época do ano e apesar de que fatores econômicos de larga escala podem reverter a tendência do mercado a qualquer momento, é possível se ter uma ideia de quando estas fases se iniciarão. Uma observação interessante é que no longo prazo, o mercado sobe mais do que cai, entretanto, quando cai, o faz mais rápido do que quando sobe. Isso quer dizer que os movimentos de baixa do mercado são rápidos e os preços caem muito e que os movimentos de alta são devagar e os preços sobem aos poucos.

Uma abordagem oposta ao conceito de que o mercado se move em tendências é a Random Walk Theory. Esta teoria estabelece que o movimento dos preços é randômico, baseado na influência aleatória de novos acontecimentos e fundamentos, não sendo direcionado no longo prazo pela influência de todos os investidores. O fato é que a teoria Dow refuta essa visão randômica, apesar de que no curto prazo o movimento dos preços pode se manifestar de maneira aleatória, mas no longo prazo todo ativo possui uma tendência, seja ela qual for.

Num contexto de longo prazo, existe sim ordem nos movimentos de preço do mercado, a qual não será encontrada apenas acompanhando o movimento dos preços a cada segundo. É preciso estar ciente de que no mercado se opera o risco, de forma que alguns serão recompensados por tomarem o risco na hora certa, enquanto que outros serão penalizados por entrarem na hora errada. Entretanto, enquanto o risco é o fator determinante, a grande maioria dos investidores acredita que é possível trazer as chances ao seu favor, e assim, diminuir seus riscos analisando e acompanhando o mercado.

A principal crítica à teoria Dow é o fato de que normalmente os sinais de mudança de tendência demoram a serem formados no gráfico, muitas vezes sendo verificados quando o mercado já está na fase secundária da tendência. Isso faz com que os investidores percam parte do movimento, pois essa demora na formação do sinal faz com que entrem e saiam atrasados do mercado. Outra consideração importante é o fato da análise técnica só poder ser aplicada ao estudo dos preços de ativos que possuem liquidez.

“Os mercados nunca estão errados; as opiniões freqüentemente sim”.

Jesse Livermore

Além de artigos retratando os principais fatores emocionais e psicológicos que influenciam o comportamento do mercado e do investidor o site MercadoReal disponibiliza também conteúdos que abrangem a análise técnica e fundamentalista para investimento no mercado de capitais, assim como as diversas estratégias de investimento em renda fixa e variável, tais como o mercado a termo, aluguel de ações, mercado futuro e de opções.

Adquira já por R$ 19,50 todo o CONTEÚDO EXCLUSIVO dos módulos de Análise Técnica, Estratégias de Investimentos e o NOVO módulo de Análise Fundamentalista no Ebook Capital e Valor nos formatos Kindle, PDF e EpubClique aqui para maiores informações!